Pointer Inglês


pointer inglesPorte superior e olhar misterioso, o Pointer inglês possui um faro apuradíssimo, é capaz de encontrar tudo o que deseja. É uma raça muito dócil, fiel, inteligente e meiga.  O Pointer é um cão de fácil adaptação, tranquilo e atento. É enérgico e rústico, foi desenvolvida para apresentar grandes velocidades, força e resistência. É um cachorro que adora agradar seu dono.

Possuem patas longas e grande resistência física, essas qualidades do pointer inglês fascinam os caçadores, no qual sempre buscam um companheiro ideal para a caça.

Origem e história da raça

A palavra POINTER significa apontar ou indicar. Essa é uma característica forte do pointer Inglês, ele é capaz de identificar e apontar a caça, mostrando ao seu dono a direção em que a presa está. É capaz de sentir a presa até 500 metros de distância, quando isso acontece o Pointer ficar paralisado em direção ao animal.

Willian Arkwright, o maior estudioso dos Pointers, afirma que a raça originou-se no Oriente, mas foi levada a Itália e após a Espanha. Depois a raça foi levada a Inglaterra, no final do século XIX os Britânicos começam a transformar o Pointer em um cão com qualidades espetaculares, com grandes resistências e faro apuradíssimo.

A primeira apresentação em exposição foi no ano de 1859, em Northumberland. O Objetivo da era apresentar a população um cão de caça bom aparência elegante, bonito e boa estrutura.

A raça chegou ao Brasil em 1902,  até o momento o Pointer Inglês não é muito popular no país, mas esta garantindo a sua popularidade aos poucos.

Personalidade

Apesar da sua origem de caça, o pointer é um excelente cão de companhia. É extremamente ágil, meigo, companheiro, alegre e inteligente. O Pointer Inglês possui inúmeros admiradores e donos apaixonados pela raça. É um cão com muita energia, necessita de caminhas e passeios diários.

Não é indicado como cão de guarda.

São cachorros muito atentos ao dono, essa característica é muito importante na hora do adestramento, tanto para o treino e obediência

  • Raça: Pointer Inglês
  • País de origem: Grã-Bretanha
  • Utilização: Companhia e caça
  • Porte: Médio/Grande
  • Necessidade de exercícios diários: Alta
  • Adestrabilidade: Alta
  • Temperamento: Alerta, tranquilo e fiel
  • Grupo: 7
  • Ranking da inteligência: 43º

Curiosidades:

Desde filhote os pointers já apresentam inúmeras características de um cão adulto, dentre elas a habilidade da ação e agilidade.

Principais problemas de saúde.

Entrópio: Alteração na pálpebra que pode causar a perda de visão.

Displasia coxofemural:  É uma doença genética, caracterizada pela má formação da articulação coxofemural.

Demais problemas ocasionais:

Otite, calosidades e obesidade.

pointer-inglesPadrão da raça conforme a Confederação Brasileira de Cinofilia

APARÊNCIA GERAL:

Simetricamente bem construído, de contorno geral com uma série de curvas graciosas. Uma aparência forte e ágil.

COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: aristocrático. Alerta com aparência de força, resistência e rapidez. Agradável e equilibrado.

CABEÇA

REGIÃO CRANIANA

Crânio: de largura média em proporção ao comprimento do focinho. Osso occipital pronunciado.

Stop: bem definido.

REGIÃO FACIAL

Trufa: escura, mas pode ser mais clara no caso de exemplares de cor limão e branco. Narinas largas, macias e úmidas.

Focinho: ligeiramente côncavo, terminando no nível das narinas, dando uma aparência ligeiramente arrebitada (dish-face). Ligeira depressão sob os olhos.


Lábios: bem desenvolvidos, macios.

Maxilares / Dentes: fortes, com uma perfeita, regular e completa mordedura em tesoura.

Bochechas: ossos das bochechas não proeminentes.

Olhos: a média distância do occipital à ponta da trufa, brilhantes e expressão doce. Pode ser de cor avelã ou marrom, de acordo com a cor da pelagem. Não são nem salientes, nem esgazeados, nem olhando para baixo em direção à trufa. Borda dos olhos escura, porém pode ser mais clara nos exemplares de cor limão e branco.

Orelhas: finas, inseridas bastante altas, caindo próximas à cabeça; de comprimento médio, ligeiramente pontudas nas extremidades.

PESCOÇO: longo, musculoso e ligeiramente arqueado, bem articulado aos ombros e livre de barbelas.5

TRONCO

Lombo: forte, musculoso e ligeiramente arqueado. Curto.

Peito: suficientemente largo para o coração. Caixa torácica bem descida ao nível dos cotovelos. Costelas bem arqueadas, e portadas bem para trás, caindo gradualmente para o lombo.

CAUDA: tamanho médio, grossa na raiz, afinando gradualmente para a ponta. Bem coberta por pelos bem fechados; portada em nível com o dorso, sem curvar paracima. Em movimento, a cauda deve movimentar-se para os lados.

MEMBROS

Anteriores: retos, e firmes, com bons ossos ovais, com tendão forte e visível.

Ombros: longos, oblíquos e bem colocados para trás.

Corpo: plano, na parte anterior das pernas e muito pouco proeminente na parte interna.

Metacarpos: compridos, fortes e resistentes. Ligeiramente oblíquos.

Patas: ovais, bem fechadas, dedos arqueados com boas almofadas.

Posteriores: muito musculosos. Os ossos do quadril bem afastados, proeminentes, mas não ultrapassando a linha do dorso.

Coxas: bem desenvolvidas.

Joelhos: bem angulados.

Pernas: bem desenvolvidas.

Jarretes: bem descidos.

Patas: ovais, bem fechadas, dedos arqueados com boas almofadas.

MOVIMENTAÇÃO: suave, com boa cobertura de terreno. Boa propulsão dos posteriores, cotovelos não virando nem para fora, nem para dentro. Definitivamente sem nenhuma ação de hackney

PELAGEM

Pelo: fino, curto, duro e igualmente distribuído, perfeitamente liso e reto com brilho.

COR: as cores mais comuns são limão e branco, laranja e branco, fígado e branco e preto e branco. Unicolor e tricolor também são corretas.

TAMANHO

Altura na cernelha: machos: 63 – 69 cm.

Fêmeas: 61 – 66cm.

 

Veja Mais Artigos