Dachshund


DachshundMuitos os chamam carinhosamente de salsicha ou salsichinha, mas o nome dessa raça é Dachshund.

Origem e história da raça

Evidências sobre o Dachshund como uma raça só foram encontradas no século 16, quando foram feitas referências a um cachorro “baixo de pernas tortas”, chamado de cão escavador, Dacksel ou cão texugo. O nome moderno, Dachshund, quer dizer simples cão texugo (dachs hund) em alemão. Esses caçadores determinados perseguem sua presa, entram na toca, tiram à presa e a matam. O Dachshund existe em três variedades de pelo e em dois tamanhos. Os Dachshunds originais tinham o pelo liso e surgiram do cruzamento do bracke, um pointer miniatura francês, com o Pinscher, um matador de vermes do tipo terrier. Algumas xilogravuras do século 16 mostram cães de pelo mais longo do tipo Dachshund. Também é possível que os Dachshund lisos tenham sido cruzados depois com Spaniels e com o Stoberhund alemão (cão de caça) para produzir uma variedade com pelos mais longos. Dachshunds de pelo duro são mencionados em 1797, mas esses cães não foram propriamente selecionados. Os mais modernos foram criados no final do século 19 com os cruzamentos entre o Dachshund de pelo liso e o Pincher Alemão de pelo curto e com o Dandie Dinmont Terrier. Cada uma dessas variedades era mais adequada para caçar em condições de clima e de terreno diferentes, mas todos eram cães fortes, resistentes, capazes de perseguir texugos, raposas e outros mamíferos menores. Até 1900, muito poucos Dachshunds eram usados para caçar animais muito pequenos, como coelhos. Apesar de alguns serem naturalmente pequenos, outros foram produzidos intencionalmente com cruzamentos de Toy Terriers ou Pinschers. Mas a maioria dos tipos resultantes desses cruzamentos não era o típico Dachshund. Em 1910, foi adotado um critério rigoroso, e cada tipo de pelo foi cruzado com diferentes raças para alcançar os melhores resultados: Os lisos foram criados com os Pinscher Miniatura, os longos com o Papillon e os de pelo curto com o Schnauzer miniatura. Depois disso, o Dachshund encontrou seu verdadeiro lugar como animal de estimação, crescendo em popularidade até se tornar um dos cães mais populares da América. o Dachshund, também chamado de Dackel ou Teckel,  é  conhecido desde a Idade Média. Criavam-se, nessa época, muitos cães descendentes de Bracos que eram especialmente bons para a caça debaixo da terra. Desses cães providos de pernas curtas evoluiu-se o Dachshund, que foi reconhecido como uma das mais versáteis e úteis raças de caça. Ele também mostra excepcional trabalho sobre a terra, caçando silenciosamente, além disso, possui alto instinto de busca seguindo animais feridos. O Clube mais antigo para Teckel é o “Deutsche Teckelclub” , fundado em 1888. Durante décadas, o Dachshund tem sido criado em 3 diferentes tamanhos (Teckel Standard, Teckel Anão e Kaninchen) e em 3 diferentes pelagens (Pelo Curto, Pelo Duro e Pelo Longo).

Temperamento:

É corajoso, curioso e está sempre em busca de aventuras. Ele gosta de caçar e de cavar, de seguir uma pista com o faro e de enterrar depois de caçar. Ele é independente, mas quer participar das atividades da família sempre que pode. Ele se dá muito bem com as crianças de sua família. Alguns latem. A variedade de pelo longo pode ser mais quieta e menos parecida com o terrier. Os de pelo curto são mais ativos. Os do tipo miniatura tendem a ser mais tímidos.

Cuidados

Apesar de ser ativo, sua necessidade de exercícios se satisfaz com passeios moderados na coleira e caçadas no jardim. O Dachshund se adapta à vida nas cidades e em apartamentos, mas ele ainda é um caçador e adora se aventurar na floresta. O pelo liso requer higiene básica. O pelo longo precisa ser escovado uma ou duas vezes por semana e tosas ocasionais dos fios soltos. O pelo curto precisa ser escovado uma vez por semana, além de tosas ocasionais dos pelos soltos e retirada de pelos mortos duas vezes por ano.

Dachshund amamos cachorrosSaúde

Principais Preocupações: Doença do disco intervertebral
Preocupações Menores: KCS
Vistos Ocasionalmente: Diabete, epilepsia, luxação da patela, surdez
torção gástrica
Exames sugeridos: Olhos
Expectativa de vida: 12 á 14 anos
Observações: A obesidade é um grande problema para o Dachshund. Muitos tendem ao sobrepeso, o que pode causar doença do disco intervertebral.

  • Raça:Dachshund
  • Nome original: Dackrl
  • País de origem: Alemanha
  • Grupo: 4
  • Características: Amigável, companheiro, fiel.
  • Família:ScentHound, Terrier, Dachshund
  • Função Original:Controle de texugo
  • Outros nomes:Teckel
  • Posição no ranking da inteligência: 49º posição

Cães semelhantes ao Dachshund

Beagle
Coonhound
Bloodhound
Foxhound americano
Foxhound Inglês
Harrier
Otterhound
Pequeno Basset Griffon
Rhodesian Ridgeback

 

DachshundAPARÊNCIA GERAL: Baixo, de pernas curtas, comprido, mas compacto, musculoso, com atitude orgulhosa, de cabeça e expressão atenta. A aparência geral é típica do seu sexo. Apesar das pernas curtas em relação ao corpo comprido, é muito vivo e ágil.

Cabeça: Alongada, vista de cima e de perfil. Afinando gradualmente para a trufa, mas nunca pontuda. Arcadas superciliares claramente definidas. Cana nasal longa e estreita.

 

REGIÃO CRANIANA

Crânio: Plano, fundindo-se gradualmente com uma cana nasal ligeiramente arqueada.

REGIÃO FACIAL

Trufa: Bem desenvolvida.

Focinho: Longo, suficientemente largo e forte. Pode ser bem aberto até a inserção dos olhos.

Lábios: Bem aderentes cobrindo bem a mandíbula.

Maxilares / Dentes: Maxilares superior e inferior bem desenvolvidos. Mordedura em tesoura firmemente fechada. O ideal são 42 dentes de acordo com a fórmula dentária, com fortes caninos ajustados entre eles.

Olhos: Tamanho médio, ovais, bem afastados, com expressão enérgica, contudo amigável. Não penetrante. Cor brilhante, do marrom avermelhado escuro até o marrom enegrecido em todas as cores do pelo. Olhos porcelanizados, olhos de peixe ou erolizados em cães marmorizados não são desejados, mas podem ser tolerados.

Orelhas: Inseridas altas, não muito para frente. Suficientemente longas, mas não exageradas. Arredondadas, não estreitas, pontiagudas ou dobradas; com as bordas da frente bem rentes às faces.

Pescoço: suficientemente comprido musculoso. Pele da garganta bem aderente. Ligeiramente arqueado, livre e portado alto.

TRONCO

Linha Superior: Fundindo-se harmoniosamente da nuca até a garupa ligeiramente inclinada.

Cernelha: Pronunciada.


Dorso: Após a cernelha, que é alta, é reto ou ligeiramente inclinado para trás. Firme e bem musculoso.

Flancos: Fortemente musculosos. Suficientemente longos.

Garupa: Larga e suficientemente longa. Ligeiramente inclinada.

Peito: Esterno bem desenvolvido e tão proeminente que forma uma ligeira depressão (saboneteira) de cada lado. Vista de frente, a caixa torácica é oval; vista de cima e de perfil, ela é ampla para abrigar o coração e os pulmões bem desenvolvidos. Costelas colocadas bem atrás. O ponto mais baixo do peito,visto de perfil, fica oculto quando

os membros anteriores estão corretamente proporcionados.

Linha inferior: Ligeiramente esgalgada.

CAUDA: Inserida não muito alta, portada no prolongamento da linha do dorso.

MEMBROS

Anteriores: Fortemente musculosos, bem angulados. Vistos de frente, pernas dianteiras secas, retas, de boa ossatura; com patas direcionadas para frente.

Ombros: Músculos flexíveis. Escápulas longas e inclinadas, firmemente acoplados à caixa torácica.

Antebraços: Do mesmo comprimento que a escápula, formando com ela um ângulo quase reto. Forte ossatura e bem musculosos; bem aderentes aos cotovelos, mas livres ao movimentarem-se.

Cotovelos: Não virando nem para fora, nem para dentro.

Braços: Curtos, contudo, longos o suficiente para que o comprimento do cão ao solo seja mais ou menos 1/3 da altura na cernelha. Tão retos quanto possíveis.

Carpos: Os carpos são ligeiramente mais próximos um do outro do que os ombros.

Metacarpos: Vistos de perfil, não devem parecer retos, nem muito inclinados para frente.

Patas Dianteiras: Dedos muito fechados, bem arqueados, com almofadas fortes, resistentes e bem cheios, unhas curtas e fortes. O quinto dedo não tem nenhuma função, mas não deve ser removido.

Posteriores: Bem musculosos bem proporcionais aos anteriores. Joelhos e jarretes muito bem angulados. Pernas posteriores paralelas, nem muito fechadas, nem muito separadas.

Coxas: De bom comprimento e bem musculosas.

Joelhos: Largos e fortes e muito bem angulados.

Pernas: Curtas, quase a um ângulo reto com as coxas. Bem musculosas.

DachshundArticulação do jarrete: Seca, com fortes tendões.

Jarretes: Relativamente compridos bem articulados com as pernas. Ligeiramente curvados para a frente.

Patas traseiras: Quatro dedos bem fechados e bem arqueados, pisando por inteiro sobre suas fortes almofadas.

MOVIMENTAÇÃO: Deve cobrir bem o solo. É fluente e enérgica, com passadas de frente sem levantar muito e o movimento dos posteriores deve transmitir uma ligeira elasticidade para a linha do dorso. A cauda pode ser portada em prolongamento harmonioso com a linha do dorso, ligeiramente inclinada. Na movimentação, anteriores e posteriores são paralelos.

PELE: Bem aderente.

Padrão
Tamanho médio do macho: Alt: 20-22 cm, Peso: 5-14 kg
Tamanho médio da fêmea: Alt: 20-22 cm, Peso: 5-14 kg

Miniatura
Tamanho médio do macho: Alt: 12-15 cm, Peso: 0.5-5 kg
Tamanho médio da fêmea: Alt: 12-15 cm, Peso: 0.5-5 kg

 

Veja Mais Artigos