Jimmy, o cão sem olhos


Essa é a historia de Jimmy, um cãozinho muito especial. Jimmy nasceu sem os dois olhinhos, portanto, é totalmente cego. Convido vocês para conhecer essa linda história de amor e superação.

Ser cego não é o que faz de Jimmy ser especial, ele tem uma capacidade incrível de perceber as coisas, rápido aprendizado, além de ser muito sensível e amoroso. Tem o potencial de nos sentir, ou seja, de alguma forma ele “enxerga”. Jimmy tem o dom de ver com o coração, é isso que o torna especial.

A chegada de Jimmy

Jimmy nasceu no dia 26 de abril de 2017, em uma linda quarta-feira, próximo ao meio dia, foi o terceiro filhote de uma ninhada de três, o último e inesperado bebê.  Após uma hora do parto dos primeiros filhotes, ocorreu mais surpresa, a chegada do nosso pequenino.

Ele era tão pequeno e frágil, muito menor que seus irmãos. Os dias foram passando, os irmãos estavam crescendo visivelmente, enquanto Jimmy parecia não se desenvolver. Sempre soube que ele era diferente e especial, desde o primeiro momento.  Tinha impressão que ele não tinha os olhos, mas pelo fato de ser muito novinho não dava para saber. Até comentava com amigos e familiares, mas nunca tinha ouvido  relatos de um cãozinho nascem sem os olhos.

Os dias passaram e os outros filhotes já estavam com os olhos abertos, mas Jimmy, nada. Marcamos uma consulta com médica veterinária, foi então que as suspeitas foram confirmadas: “Seu cachorro não tem olhos”.  A Veterinária ainda disse que havia suspeitas dele ter hidrocefalia (líquido no cérebro), que provavelmente ele seria surdo, além de ter desenvolvimento lento, com chances de vida curta.

O inesperado realmente estava na nossa frente. Temos um cão cego. E AGORA??

Não tínhamos a intenção de ficar com nenhum filhote. Mas agora tínhamos um cão cego, não sabíamos o que fazer ou como agir. Muitas dúvidas, incertezas e medos estavam atordoando nossos pensamentos. Hoje temos apenas uma certeza: Jimmy nos escolheu. Somos muito gratos pela oportunidade de aprendizagem. Ele é uma benção e prometemos cuidá-lo o tempo que viver, e se Deus quiser serão muitos anos.


Com o passar do tempo, refizemos alguns exames e descobrimos que Jimmy não tem hidrocefalia, seu desenvolvimento também se normalizou. Ele é cego, mas conta com todo o amor e carinho desse mundo. Depois do ocorrido, decidimos ficar também com Barth, irmão de Jimmy. Ele protege e defende o irmão especial, uma ligação linda de se ver.

 

Créditos

Maiara Mattos (tutora de Jimmy). Instagram @pequeno_jimmy.

 

Edição de texto:

Equipe Amamos Cachorros

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*